Ácidos e Bases

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ácidos e Bases

Mensagem por Lyra em Sex Mar 04, 2016 11:05 pm

. Teoria de Arrhenius

 A teoria de Arrhenius foi baseada em dados experimentais obtidos por este cientista, que também contribuiu com seus estudos na definições de ácidos e bases e na cinética química.

 Dissociação iônica é o fenômeno pelo qual íons presos tornam-se livres e portanto condutores de corrente.

 As soluções iônicas que passam pelo processo de dissociação, quando da adição de uma substância iônica, são chamadas de soluções eletrolíticas.

 Conduzem Corrente:
 1º - Metais no Estado Sólido ou Líquido 
 2º - Substâncias iônicas em solução aquosa ou fundidas
 3º - Ácidos em Solução Aquosa

 Não Conduzem Corrente:
 
 1º - Gases em Condições Ambiente 
 2º - Sustâncias Iônicas no Estado Sólido
 3º - Ácidos Puras
 4º - Demais substâncias covalentes

 Funções Químicas

 Na Química inorgânica, são quatro as principais funções a serem estudadas:
 
 - Ácidos
 - Bases ou Hidróxidos 
 - Sais 
 - Óxidos 

 Observação: Substâncias que adquirem determinada coloração ante um ácido ou uma base são chamadas de indicadores ácido-base.

 Os Indicadores Mais Utilizados em Laboratório são:
 - Tornassol
 - Alaranjado de Metila (metil orange)
 - Azul de Bromotimol 
 - Fenolftaleína 

 O tornassol é um líquido que vem embebido em tiras de papel. Em meio ácido, adquire coloração vermelha e, em meio básico, adquire coloração azul. O papel de tornasol é comercialmente vendido nas duas cores. 
 Através da seguinte tabela, verifique a cor dos indicadores laboratoriais em cada meio.

 Indicadores  Ácido  Básico 
 Tornassol Vermelho  Azul 
 Alaranjado Vermelho Amarelo 
 Azul de Bromotimol  Amarelo  Azul 
 Fenolftaleína Incolor  Rosa 

 É importante salientar que, quando um meio não é ácido nem básico (chamado de meio neutro), o indicador adquire a coloração intermediária entre as cores de seus extremos. Nesse caso:

 Tornassol: Roxo Claro
Alaranjado de metila: Laranja
Azul de Bromotimol: Verde
Fenolftaleína: Rosa Claro

 Ácidos

 Definição segundo Arrhenius
 Ácidos são compostos moleculares que, em solução aquosa, ionizam-se, liberando o cátion H+ para a formação do íon hidrônio ou hidroxônio (H3O+).

 Classificação:
 Quanto á presença de oxigênio
 
 • Hidrácidos: Ácidos que não possuem o oxigênio.
 - HCℓ, HBr, HI, H2S, HCN...

 • Oxiácidos: Ácidos que possuem o oxigênio.
 - HNO3, H2SO, H3PO4, HCℓO4, H3BO3, ...

 Quanto à volatilidade
 Podemos definir volatilidade como a capacidade que uma substância tem de evaporar. As substâncias mais voláteis são, portanto, aquelas que possuem pressão máxima de vapor e menor temperatura de ebulição. A grande maioria dos ácidos inorgânicos são voláteis e alguns chegam a ser gasosos em temperatura e pressão ambientes. Existem ácidos líquidos voláteis e outros fixos (que possuem baixa pressão máxima de vapor e alta temperatura de ebulição). 

 Voláteis
 São os ácidos que possuem baixa temperatura de ebulição.

 • Gasosos ( P = 1 atm e t = 25 º C):
 HF, HCℓ, HBr, HI, HCN, H2S.

 • Líquidos: ( P = 1 atm e t = 25º C):
 CH3, COOH, HNO3.

 Fixos
 São os ácidos que possuem alta temperatura de ebulição.

 • Líquidos ( P = 1 atm e t = 25º C):
 H2SO4 (T.E = 338 ºC).

 • Sólidos: H3PO4 (T.F = 42 ºC), H3BO3, C2H2O4.

 Quanto ao número de hidrogênios ionizáveis (H+)

 Hidrogênios ionizáveis (H+) são aqueles que sofrem ionização, segundo a definição de ácidos, de Arhenius, para formarem, com a água, os íons hidrônio ou hidroxônio (H3O+). Na grande maioria das vezes, todos os hidrogênios de um ácido são ionizáveis, mas há algumas exceções importantes, que só podem ser visualizadas a partir das fórmulas estruturais dos ácidos. Para os hidrácidos e oxiácidos, há regra práticas diferentes do que é ou não um hidrogênio ionizável. Veja:

 • Nos Hidrácidos, todos os hidrogênios são ionizáveis.
 • Nos Oxiácidos, são ionizáveis apenas os átomos de hidrogênio ligados aos de oxigênio. Isso ocorre na maioria das vezes, mas nem sempre. Para visualizar caso a caso, é preciso montar a fórmula estrutural dos ácidos.
 Para isso, vão aqui vão umas regras práticas.

 Regra 1:
 Escreva o elemento químico central do ácido, que na fórmula molecular vem escrito entre o hidrogênio e o oxigênio.

 HCℓO4 (elemento central: Cℓ)
 H2SO4 (elemento central: S)
 H3PO4 (elemento central: P)
 H2CO3 (elemento central: C)
 H3BO3 (elemento central: B)

 Regra 2:
 Verifique a que família da tabela periódica pertence o elemento químico central e, a partir dos conhecimentos de ligações químicas, verifique quantas e quais ligações serão realizadas.

 Família  4A  5A  6A  7A 
 Covalente Normal  4 3 2  1
 Covalente Dativa (Não Obrigatória)  0 1  2 3

 Regra 3:
 Complete as ligações com oxigênios.

 Regra 4:
 Os oxigênios que recebem ligações do tipo covalente dativa estão "satisfeitos"; portanto não precisam de mais ligações. Já os oxigênios que recebem ligações covalentes normais precisam de mais uma ligação, que será realizada com o hidrogênio.
avatar
Lyra
Admin
Admin

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/04/2015
Idade : 19

Ver perfil do usuário http://thunderlab.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum